Parkour: Mensuração do metabolismo energético e morfofisiológico de seus praticantes

Autor

Andrade, C.D. et al.

2016

  |

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Tipo de publicación

Artículo de revista

Idioma

Portugués

Palabras clave

exercício; análise química do sangue; metabolismo energético.

Resumen

Introdução: O parkour é uma atividade que utiliza o próprio corpo para deslocar-se de um ponto a outro no ambiente. Objetivo: Analisar o comportamento do metabolismo energético e do sistema cardiorrespiratório durante uma sessão de parkour. Método: Foram avaliados 18 indivíduos praticantes da modalidade. O comportamento do metabolismo energético durante uma sessão de parkour foi avaliado por meio da frequência cardíaca (FC), lactato e glicose. Resultados: Os resultados indicaram que a FC média durante a sessão de treino foi de 167,64 ± 7,05 bpm representando 84,36 ± 3,52 %. O lactato inicial foi de 4,49 ± 3,08 mmol/L e o final de 9,23 ± 3,08 mmol/L onde p-valor para as variáveis foi de p = 0,0007. A glicose inicial foi de 73,6 ± 20,71 mg/dL e final de 76,06 ± 20,20 mg/dL assumindo um p-valor de p = 0,7408. Em se tratando da composição corporal, o percentual de gordura foi de 8,78 ± 2,82 %, a dobra que mais apresentou acúmulo de gordura foi do abdômen 12,32 ± 5,69 mm. Conclusão: Conclui-se que a modalidade parkour tem predominância do metabolismo anaeróbio glicolítico, com suporte do metabolismo aeróbio. Além disso, devido à especificidade da modalidade, seus praticantes possuem baixo percentual de gordura.

URL

¿TIENES ALGO QUE DECIRNOS O CONOCES PUBLICACIONES QUE NO ESTÁN INCLUIDAS EN NUESTRA WEB? CONTACTA CON NOSOTROS
Logo C sin fondo Inverso Sin fondo total
  • Facebook
  • Instagram